400 comandos para GNU-Linux-1

Para realizar diversas tarefas em seu computador é importante o uso de ferramentas, por isso, sabe mais do que 400 comandos para GNU/Linux.

Introdução: Aprenda mais de 400 comandos para GNU/Linux

Se você deseja realizar tarefas com seu computador, saiba que atualmente existem mais de 400 comandos que podem te ajudar nisso, e até facilitar o processo. Claro, cada um deles cumpre uma função específica.

A lista que mostraremos hoje é estabelecida pelo Grupo de Usuários de Tecnologias Livres de Cuba ou também conhecido por sua sigla como GUTL. O que garante boas informações e dados de programação interessantes.

A seguir, deixamos a lista de mais de 400 comandos que você pode usar para realizar suas tarefas corretamente, além disso, cada um deles é organizado de acordo com a área de interesse.

Informações do sistema

  • arco: Para mostrar toda a arquitetura da máquina.
  • junte-se a mim -m: Mostra a arquitetura da máquina.
  • junte-se a mim -r: Mostra a versão do kernel que está sendo usada.
  • junte-se a mim -a: Meystra todas as informações completas.
  • lsb_release -a: Mostra as informações completas da distribuição.
  • gato/etc/problema: Mostra o nome da distribuição.
  • dmidecode -q: Serve para mostrar todos os componentes do sistema, neste caso o hardware.
  • hdparm -i /dev/hda: Mostra as características de um disco rígido.
  • hdparm -tT /dev/sda: Ele funciona especificamente para testar a leitura em um disco rígido.
  • gato /proc/cpuinfo: Ele mostra as informações da CPU.
  • grep -c ^processador /proc/cpuinfo: Mostra o número de processadores.
  • cat /proc/interrompe: Mostrar interrupções.
  • gato /proc/meminfo: Para verificar o uso da memória.
  • gato /proc/swaps: Mostrar arquivos de troca.
  • gato /proc/versão: Mostrar versão do kernel.
  • gato /proc/net/dev: Ensina adaptadores de rede e estatísticas.
  • gato /proc/montagens: Mostra o sistema de arquivos montado.
  • iscpu: Ele mostra informações sobre o microprocessador.
  • Ispci-tv: Mostra os diferentes dispositivos PCI.
  • lsusb-tv: Ele mostra os dispositivos conectados ao USB.
  • lshw: Coloque a lista de hardware.
  • descobrir: Funciona da mesma forma que o anterior.
  • encontro: Ele mostra a data do sistema.
  • cal 2011: Ele mostra o almanaque do ano de 2011.
  • cal 07 2011: Ele mostra o calendário para o mês de julho do ano de 2011.
  • data 041217002011.00: Ele escreve a data e a hora e ainda permite que você os ajuste.
  • relógio -w: Salve as modificações de data no BIOS.
  • blkid: Exibe todas as informações dos dispositivos de bloco, incluindo seus nomes, rótulos, UUID, tipo de partição, etc.

Comandos para desligar, reiniciar ou fazer logoff

  • shutdown-h now: Para desligar o sistema.
  • inicialização 0: Também serve para desligar o sistema.
  • telin 0: O mesmo que acima.
  • parar: Para desligar o sistema.
  • desligar: Outro comando para desligar o sistema.
  • desligamento -h horas: minutos e: Desligamento planejado do sistema.
  • desligamento -c: Abortar ou cancelar um desligamento do sistema agendado anteriormente.
  • desligamento -r agora: Reinicie o sistema (1).
  • reiniciar: O mesmo que o anterior.
  • sair: Fechar Sessão.
  • nome de usuário da habilidade: Da mesma forma, para sair
  • saída: Para sair do shell. Caso haja apenas um, funciona da mesma forma para sair.

Gerenciar arquivos e diretórios

  • CD: Comando para ir para o diretório inicial.
  • cd /casa: mude para o diretório "/lar".
  • cd ..: Volte um nível.
  • cd ../ ..: Volte dois níveis.
  • cd ~usuário1: Para ir para o diretório user1.
  • cd -: Para retornar ao diretório anterior.
  • senha: Mostra o caminho do diretório atual.
  • eu: Exibe uma lista do conteúdo de um diretório.
  • ls -F: Lista o conteúdo de um diretório.
  • ls-l: Liste o conteúdo de um diretório, mostrando todos os detalhes.
  • ls -lh: Liste o conteúdo de um diretório, mostrando os detalhes, inclusive o tamanho, em um formato conhecido como humanizado.
  • ls -a: lista o conteúdo de um diretório, incluindo arquivos ocultos.
  • ls[0-9]: classifica arquivos e pastas que contêm números.
  • ls-LaR | menos: Liste recursivamente o conteúdo do diretório atual e todos os subdiretórios e arquivos, incluindo os ocultos separados por página.
  • árvore: Ele mostra os arquivos e pastas na forma de uma árvore começando pela raiz.
  • rua: Funciona da mesma forma que o anterior.
  • 17.mkdir dir1: Crie um diretório chamado 'dir1'.
  • mkdir dir1 dir2: Crie dois diretórios ao mesmo tempo.
  • mkdir -p / tmp / dir1 / dir2: Crie uma estrutura de diretório, se ela não existir.
  • rm arquivo1: Exclua o arquivo 'arquivo1'.
  • rm -f arquivo1: Exclua o arquivo 'arquivo1' com força.
  • rmdir dir1: Exclua o diretório 'dir1'.
  • rm -rf diretório1: Exclua recursivamente e no modo forçado o diretório 'dir1' com tudo o que ele contém.
  • rm -rf diretório1 diretório2: Exclua dois diretórios com seu conteúdo recursivamente.
  • mv dir1 novo_dir: Renomeie ou mova um arquivo ou pasta.
  • cp arquivo1 destino/: Copie um arquivo para o destino escolhido.
  • cp arquivo1 arquivo2 destino/: Copie dois arquivos para o mesmo diretório ao mesmo tempo.
  • cp arquivo1 arquivo2: Copie o arquivo1 para o arquivo2.
  • diretório cp / .: Copie todos os arquivos de um diretório para o diretório de trabalho
    hoje.
  • cp -a / tmp / dir1.: Copie um diretório dentro do diretório de trabalho atual.
  • cp -a dir1: Copie um diretório.
  • cp -a dir1 dir2: Copie dois diretórios de uma só vez.
  • ln -s arquivo1 lnk1: crie um link simbólico para o arquivo ou diretório.
  • ln arquivo1 lnk1: Crie um link físico para o arquivo ou diretório.
  • toque em arquivo1: Atualize a data de modificação do arquivo1 ou crie-o se não existir.
  • toque -t 0712250000 arquivo1: Modifique o tempo real (tempo de criação) de um arquivo ou diretório.
  • arquivo arquivo1: Saída do tipo mime de um arquivo de texto.
  • íconev -l: Listas de cifras conhecidas.
  • iconv -f fromEncoding -t toEncoding arquivo de entrada > arquivo de saída: Crie uma nova forma a partir do arquivo de entrada, supondo que esteja codificado em fromEncoding e convertendo-o em ToEncoding.

Encontrar arquivos

  • encontrar / -nome arquivo1: permite pesquisar arquivos e diretórios na raiz do sistema.
  • localizar / -usuário usuário1: Para pesquisar arquivos e diretórios que fazem parte do usuário 'user1'.
  • find / home / user1 -name \ *. bin: Pesquise arquivos com extensão '. bin' dentro do diretório '/home/user1'.
  • find / usr / bin -type f -atime +100: Pesquise por arquivos binários que não foram usados ​​nos últimos 100 dias.
  • find / usr / bin -type f -mtime -10: Pesquise arquivos criados ou modificados nos últimos 10 dias.
  • find / -name \ *. rpm -exec chmod 755 '{}' \;: Pesquise arquivos com extensão '.rpm' e altere as permissões.
  • find / -xdev -name \ *. rpm: Pesquise arquivos com extensão '.rpm' ignorando dispositivos removíveis como cdrom, pen-drive, etc. ...
  • localizar \ *. ps: Encontre todos os arquivos com extensão '.ps' executados com o comando 'updatedb'.
  • onde está parada: mostra a localização de um arquivo binário, de ajuda ou fonte.
  • que pára: mostra o caminho completo para um binário executável.

Montando um sistema de arquivos

  • montar / dev / hda2 / mnt / hda2: Monte um disco chamado hda2. Mas, primeiro você precisa verificar se o diretório '/mnt/hda2' existe; e, caso não exista, é importante criá-lo.
  • umount / dev / hda2: Desmonte um disco chamado hda2. Saia primeiro do ponto '/mnt/hda2.
  • fuser -km / mnt / hda2: força a desmontagem quando o dispositivo está ocupado.
  • umount -n / mnt / hda2: Execute a desmontagem sem ler o arquivo /etc/mtab. Este comando é muito utilizado, principalmente quando o disco rígido não tem mais espaço de armazenamento, ou quando o arquivo é somente leitura.
  • mount / dev / fd0 / mnt / floppy: Monte um disquete.
  • montar / dev / cdrom / mnt / cdrom: Para montar um cdrom / dvdrom.
  • montar / dev / hdc / mnt / cdrecorder: Monte um CD regravável ou um dvdrom.
  • montar / dev / hdb / mnt / cdrecorder: Monte um cd/dvdrom regravável (um dvd).
  • mount -o loop file.iso / mnt / cdrom: Monte um arquivo ou uma imagem ISO.
  • mount -t vfat / dev / hda5 / mnt / hda5: Monte um sistema de arquivos FAT32.
  • montar / dev / sda1 / mnt / usbdisk: Monte um pen-drive ou memória USB.

Espaço em disco

  • df -h: Exibe uma lista de partições montadas.
  • ls -lSr | mais: Mostra o tamanho dos arquivos e diretórios ordenados por tamanho.
  • du -sh dir1: ajuda a estimar o espaço usado pelo diretório 'dir1'.
  • du -sk * | classificar -rn: Mostra o tamanho dos arquivos e diretórios ordenados por tamanho.
  • rpm -q -a –qf '% 10 {SIZE} t% {NAME} n' | sort -k1,1n: Mostra o espaço usado pelos pacotes rpm instalados organizados por tamanho
  • dpkg-query -W -f = '$ {Installed-Size; 10} t $ {Package} n' | sort -k1,1n: Mostra o espaço usado pelos pacotes instalados, organizado por tamanho.

Usuários e grupos

  • groupadd group_name: Crie um novo grupo.
  • groupdel group_name: Excluir um grupo.
  • groupmod -n new_group_name old_group_name: Renomeie um grupo.
  • useradd -c “Nome Sobrenome” -g admin -d / home / user1 -s / bin / bash user1: Crie um novo usuário pertencente ao grupo "admin".
  • usuárioadicionar usuário1: Crie um novo usuário.
  • usuariodel -r usuario1: Excluir um usuário ('-r' remove o diretório inicial).
  • usermod -c “User FTP” -g system -d /ftp/user1 -s /bin/nologin user1: Altere os atributos do usuário.
  • passwd: Para alterar a senha.
  • senha usuario1: Alterar a senha de um usuário, apenas pelo root.
  • mudança -E 2011-12-31 usuário1: Defina um termo para a senha do usuário. Este exemplo refere-se ao fato de que a chave expira em 31 de dezembro de 2011.
  • pwck: Verifique a sintaxe correta, o formato do arquivo '/etc/passwd' e a existência de usuários.
  • grpck: Verifique a sintaxe e o formato corretos do arquivo '/etc/group' e a existência de grupos.
  • newgrp nome_do_grupo: Registre um novo grupo para alterar o padrão de arquivos recém-criados.

Permissões de arquivo (use + para adicionar permissões e – para remover)

  • ls -lh: Mostrar permissões.
  • ls / tmp | pr -T5 -W $ COLUMNS: Divida o terminal em cinco colunas.
  • chmod ugo + diretório rwx1: Adicionar permissões de leitura ®, gravação (w) e execução (x) ao proprietário (u), grupo (g) e outros (o) no diretório 'directory1'.
  • chmod go-rwx diretório1: Remova a permissão para ler ®, escrever (w) e (x) executar para o grupo (g) e outros (o) no diretório 'directory1'.
  • chown user1 arquivo1: altera o proprietário de um arquivo.
  • chown -R user1 diretório1: Mude o proprietário de um diretório, de todos os arquivos e dos diretórios que estão dentro.
  • chgrp group1 arquivo1: Alterar grupo de arquivos.
  • chown user1: group1 file1: altera o usuário e o proprietário do grupo de um arquivo.
  • find / -perm -u + s: Veja todos os arquivos do sistema com o SUID configurado.
  • chmod u + s / bin / arquivo1: Defina o bit SUID em um arquivo binário. O usuário que está modificando esse arquivo tem as mesmas oportunidades que o proprietário.
  • chmod us / bin / file1: desabilita o bit SUID em um arquivo binário.
  • chmod g + s / home / public: Defina um bit SGID em um diretório. Semelhante ao SUID, mas por diretório.
  • chmod gs / home / public: Desativa um bit SGID em um diretório.
  • chmod o + t / home / public: Coloque um bit STIKY em um diretório. Permite a exclusão de arquivos apenas para proprietários legítimos.
  • chmod ot / home / public: desativa um bit STIKY em um diretório.

Atributos especiais em arquivos (use + para adicionar permissões e – para remover)

  • chattr + para arquivo1: permite que você escreva abrindo um arquivo apenas no modo de acréscimo.
  • chattr + c arquivo1: Converte um arquivo para compactado ou descompactado automaticamente.
  • chattr + d arquivo1: garante que o programa não exclua nenhum dos arquivos durante a execução do backup.
  • chattr + i arquivo1: Torna o arquivo invariável, portanto, não pode ser excluído, alterado, renomeado ou vinculado.
  • chattr + s arquivo1: permite que um arquivo seja excluído com segurança.
  • chattr + S arquivo1: Garante que um arquivo seja modificado, as alterações são gravadas no modo síncrono como na sincronização.
  • chattr + u arquivo1: permite recuperar o conteúdo de um arquivo, mesmo que seja cancelado.
  • lsattr: Ensina todos os atributos especiais.

Arquivos e arquivos compactados

  • arquivo bunzip2.bz1: Descompacte um arquivo chamado 'arquivo1.bz2'.
  • bzip2 arquivo1: Comprime um arquivo chamado 'arquivo1'.
  • gunzip arquivo1.gz: Descompacte um arquivo chamado 'file1.gz'.
  • arquivo gzip1: Comprime um arquivo chamado 'arquivo1'.
  • gzip -9 arquivo1: Comprime com compressão máxima.
  • rar para file1.rar test_file: Crie um arquivo rar chamado 'file1.rar'.
  • rar para arquivo1.rar arquivo1 arquivo2 dir1: Comprima 'arquivo1', 'arquivo2' e 'dir1' simultaneamente.
  • rar x arquivo1.rar: Descompacte o arquivo rar.
  • unrar x arquivo1.rar: Descompacte o arquivo rar.
  • tar -cvf archive.tar arquivo1: crie um tarball descompactado.
  • tar -cvf archive.tar arquivo1 arquivo2 dir1: Crie um arquivo contendo 'arquivo1', 'arquivo2' e 'dir1'.
  • tar -tf arquivo.tar: Mostra o conteúdo de um arquivo.
  • tar -xvf arquivo.tar: ajuda a extrair um tarball.
  • tar -xvf archive.tar -C / tmp: Para extrair um tarball em /tmp.
  • tar -cvfj arquivo.tar.bz2 dir1: Crie um tarball compactado dentro do bzip2.
  • tar -xvfj arquivo.tar.bz2: descompacte um arquivo tar compactado com bzip2
  • tar -cvfz arquivo.tar.gz dir1: Crie um tarball gzipado.
  • tar -xvfz arquivo.tar.gz: descompacte um arquivo tar compactado com gzip.
  • zip arquivo1.zip arquivo1: Crie um arquivo compactado.
  • zip -r arquivo1.zip arquivo1 arquivo2 dir1: Comprimir em zip, vários arquivos e diretórios simultaneamente.
  • descompacte arquivo1.zip: descompacte um arquivo zip.

Pacotes RPM (Red Hat, Fedora e similares)

  • rpm -ivh pacote.rpm: instale um pacote rpm.
  • rpm -ivh –nodeeps pacote.rpm: instale um pacote rpm, independentemente das solicitações de dependência.
  • rpm -U pacote.rpm: Atualize um pacote rpm sem modificar os arquivos de configuração.
  • rpm -F pacote.rpm: Atualize um pacote rpm apenas se estiver instalado.
  • rpm -e nome_do_pacote.rpm: Remova um pacote rpm.
  • rpm -qa: Mostra todos os pacotes rpm instalados no sistema.
  • rpm -qa | grep httpd: Lista todos os pacotes rpm com o nome “httpd”.
  • rpm -qi nome_do_pacote: Obtenha informações sobre um pacote específico instalado.
  • rpm -qg "Ambiente do sistema / Daemons": Mostra os pacotes rpm de um grupo de software.
  • rpm -ql nome_do_pacote: Mostra a lista de arquivos fornecida por um pacote rpm instalado.
  • rpm -qc nome_do_pacote: Mostra a lista de arquivos de configuração fornecida por um pacote rpm instalado.
  • rpm -q package_name --whatrequires: Mostra a lista de dependências solicitadas para um pacote rpm.
  • rpm -q nome_do_pacote - o que fornece: Exibe a capacidade fornecida por um pacote de rpm.
  • rpm -q nome_do_pacote - scripts: Mostrar scripts iniciados durante a instalação/remoção.
  • rpm -q package_name --changelog: mostra o histórico de revisão de um pacote rpm.
  • rpm -qf /etc/httpd/conf/httpd.conf: Verifique qual pacote rpm pertence a um determinado arquivo.
  • rpm -qp pacote.rpm -l: Mostra a lista de arquivos fornecida por um pacote rpm que ainda não foi instalado.
  • rpm –import / media / cdrom / RPM-GPG-KEY: Importe a assinatura digital da chave pública.
  • rpm –checksig pacote.rpm: verifique a integridade de um pacote rpm.
  • rpm -qa gpg-pubkey: Verifique a integridade de todos os pacotes rpm instalados.
  • rpm -V nome_do_pacote: Verifique o tamanho do arquivo, licenças, tipos, proprietário, grupo, verificação do resumo MD5 e última modificação.
  • rpm -Va: Verifique todos os pacotes rpm instalados no sistema. Use com cuidado.
  • rpm -Vp pacote.rpm: Verifique se há um pacote rpm ainda não instalado.
  • pacote rpm2cpio.rpm | cpio –extract –make-directory * bin*: Extraia o arquivo executável do pacote rpm.
  • rpm -ivh /usr/src/redhat/RPMS/`arch`/package.rpm: instale um pacote criado a partir da fonte rpm.
  • rpmbuild –reconstruir package_name.src.rpm: construa um pacote rpm a partir da fonte rpm.

Atualizador de pacote YUM (Red Hat, Fedora e similares)

  • yum instalar nome_do_pacote: Baixe e instale um pacote rpm.
  • yum localinstall nome_do_pacote.rpm: Isso instalará um RPM e tentará resolver todas as dependências para você, usando seus repositórios.
  • yum atualização package_name.rpm: atualiza todos os pacotes rpm instalados no sistema.
  • yum atualização package_name: modernizar / atualizar um pacote rpm.
  • yum remover nome_do_pacote: remove um pacote rpm.
  • yum lista: lista todos os pacotes instalados no sistema.
  • yum pesquisa nome_do_pacote: Encontre um pacote no repositório rpm.
  • yum pacotes limpos: limpe um cache de rpm excluindo pacotes baixados.
  • yum cabeçalhos limpos: Remova todos os arquivos de cabeçalho que o sistema usa para resolver a dependência.
  • yum limpar tudo: Remova do cache de pacotes e arquivos de cabeçalho.

Pacotes Deb (Debian, Ubuntu e derivados)

  • dpkg -i pacote.deb: Instalar/atualizar um pacote deb.
  • dpkg -r nome_do_pacote: Remova um pacote deb do sistema.
  • dpkg -l: Mostra todos os pacotes deb instalados no sistema.
  • dpkg -l | grep httpd: Mostrar todos os pacotes deb com o nome “httpd”
  • dpkg -s nome_do_pacote: Para obter informações sobre um pacote específico instalado no sistema.
  • dpkg -L nome_pacote: Exibe a lista de arquivos fornecida por um pacote instalado no sistema.
  • dpkg –contents pacote.deb: Para mostrar a lista de arquivos fornecida por um pacote ainda não instalado.
  • dpkg -S / bin / ping: Verifique o pacote que pertence a um arquivo específico.

APT Package Updater (Debian, Ubuntu e derivados)

  • apt-get install nome_do_pacote: Instalar/atualizar um pacote deb.
  • apt-cdrom instalar nome_do_pacote: Instalar/atualizar um pacote deb de um cdrom.
  • apt-get update: Atualize a lista de pacotes.
  • atualização apt-get: atualiza todos os pacotes instalados.
  • apt-get remover nome_do_pacote: Remova um pacote deb do sistema.
  • apt get check: Verifique a resolução correta das dependências.
  • apto a ficar limpo: Limpe o cache dos pacotes baixados.
  • apt-cache search search-package: Retorna a lista de pacotes correspondente à string "pacotes pesquisados".

Ver o conteúdo de um arquivo

  • cat arquivo1: exibe o conteúdo de um arquivo começando na primeira linha.
  • arquivo tac1: exibe o conteúdo de um arquivo começando na última linha.
  • mais arquivo1: exibe o conteúdo em um arquivo.
  • menos arquivo1: Muito semelhante ao comando 'more', mas permite que você salve o movimento no arquivo, bem como o movimento para trás.
  • cabeça -2 arquivo1: exibe as duas primeiras linhas de um arquivo.
  • cauda -2 arquivo1: exibe as duas últimas linhas de um arquivo.
  • tail -f / var / log / messages: Veja em tempo real o que é adicionado a um arquivo.

Manipulação de texto

  • cat arquivo1 arquivo2 .. | comando <> file1_in.txt_or_file1_out.txt: Sintaxe geral para manipulação de texto, usando PIPE, STDIN e STDOUT.
  • cat arquivo1 | comando (sed, grep, awk, grep, etc ...)> result.txt: sintaxe geral para manipular o texto de um arquivo e gravar o resultado em um novo.
  • cat arquivo1 | comando (sed, grep, awk, grep, etc ...) »result.txt: sintaxe geral para manipular texto de um arquivo e adicionar saída a um que já existe.
  • grep agosto / var / log / mensagens: Procure as palavras “Aug” no arquivo '/var/log/messages'.
  • grep ^ Aug / var / log / messages: Pesquise por palavras que começam com “Aug” no arquivo '/var/log/messages'
  • grep [0-9] / var / log / messages: Selecione todas as linhas do arquivo '/var/log/messages' que contenham números.
  • grep agosto -R / var / log /*: Procure a string “Aug” no diretório '/var/log' e abaixo.
  • sed 's / stringa1 / stringa2 / g' exemplo.txt: realoque “string1” com “string2” em example.txt
  • sed '/ ^ $ / d' example.txt: Remova todas as linhas em branco de example.txt
  • sed '/ * # / d; / ^ $ / d 'example.txt: Remova comentários e linhas em branco de example.txt
  • echo 'esempio' | tr '[: inferior:]' '[: superior:]': Converte letras minúsculas em maiúsculas.
  • sed -e '1d' result.txt: exclui a primeira linha do arquivo exemplo.txt
  • sed -n '/ stringa1 / p': Exibe apenas as linhas que contêm a palavra “string1”.

Definir a conversão de caracteres e arquivos

  • dos2unix arquivodos.txt arquivounix.txt: converte um formato de arquivo de texto de MSDOS para UNIX.
  • arquivo unix2dosunix.txt arquivodos.txt: converte um formato de arquivo de texto de UNIX para MSDOS.
  • recodifique ..HTML < página.txt > página.html: converte um arquivo de texto em html.
  • recode -l | Mais: mostra todas as conversões de formato disponíveis.

Análise do sistema de arquivos

  • badblocks -v / dev / hda1: Verifique se há blocos defeituosos no disco hda1.
  • fsck / dev / hda1: Repare / verifique a integridade do arquivo do sistema Linux na unidade hda1.
  • fsck.ext2 / dev / hda1: Repare / verifique a integridade do sistema de arquivos ext 2 na unidade hda1.
  • e2fsck / dev / hda1: Repare / Verifique a integridade do arquivo de sistema ext 2 no disco hda1.
  • e2fsck -j / dev / hda1: Repare / Verifique a integridade do arquivo de sistema ext 3 na unidade hda1.
  • fsck.ext3 / dev / hda1: Repare / verifique a integridade do sistema de arquivos ext 3 na unidade hda1.
  • fsck.vfat / dev / hda1: Repare / Verifique a integridade do arquivo de sistema de gordura no disco hda1.
  • fsck.msdos / dev / hda1: Repare / verifique a integridade de um arquivo DOS do sistema no disco hda1.
  • dosfsck / dev / hda1: Repare / verifique a integridade de um arquivo DOS do sistema no disco hda1.

Formatar um sistema de arquivos

  • mkfs / dev / hda1: Crie um arquivo de sistema semelhante ao Linux na partição hda1.
  • mke2fs / dev / hda1: Crie um arquivo de sistema como Linux ext 2 em hda1.
  • mke2fs -j / dev / hda1: Crie um sistema de arquivos Linux ext3 (periódico) na partição hda1.
  • mkfs -t vfat 32 -F / dev / hda1: Crie um sistema de arquivos FAT32 em hda1.
  • fdformat -n / dev / fd0: Formate um disquete.
  • mkswap / dev / hda3: cria uma troca de arquivo do sistema.

Eu trabalho com o SWAP

  • mkswap / dev / hda3: Criar troca de arquivo do sistema.
  • swapon / dev / hda3: Ativando uma nova partição swap.
  • swapon / dev / hda2 / dev / hdb3: ativa duas partições swap.

Salvas (backup)

  • despejar -0aj -f /tmp/home0.bak / home: Faça um salvamento completo do diretório '/home'.
  • despejar -1aj -f /tmp/home0.bak / home: Faça um salvamento incremental do diretório '/home'.
  • restaurar -if /tmp/home0.bak: restaurar uma salva interativamente.
  • rsync -rogpav –delete / home / tmp: Sincronização entre diretórios.
  • rsync -rogpav -e ssh –delete / home ip_address: / tmp: Rsync através do túnel SSH.
  • rsync -az -e ssh –delete ip_addr: / home / public / home / local: Sincronize um diretório local com um remoto via ssh e zip.
  • rsync -az -e ssh –delete / home / ip_addr local: / home / public: Sincronize um diretório remoto com um local por meio de ssh e compactação.
  • dd bs = 1M if = / dev / hda | gzip | ssh user @ ip_addr 'dd of = hda.gz': Faça backup de um disco rígido em um host remoto via ssh.
  • dd if = / dev / sda de = / tmp / arquivo1: salva o conteúdo de um disco rígido em um arquivo.
  • tar -Puf backup.tar / home / user: Faça um salvamento incremental do diretório '/home/user'.
  • (cd / tmp / local / && tar c.) | ssh -C usuário @ ip_addr 'cd / home / share / && tar x -p': Copie o conteúdo de um diretório para um remoto via ssh.
  • (alcatrão c / casa) | ssh -C usuário @ ip_addr 'cd / home / backup-home && tar x -p': Copie um diretório local para um diretório remoto via ssh.
  • tar cf -. | (cd / tmp / backup; tar xf -): Faça uma cópia local mantendo as licenças e links de um diretório para outro.
  • find / home / user1 -name '* .txt' | xargs cp -av –target-directory = / home / backup / –parents: Obtenha e copie todos os arquivos com extensão '.txt' de um diretório para outro.
  • find / var / log -name '* .log' | tar cv –files-from = - | bzip2> log.tar.bz2: Encontre todos os arquivos com extensão '.log' e crie um arquivo bzip.
  • dd if = / dev / hda de = / dev / fd0 bs = 512 contagem = 1: Faça uma cópia do MRB (Master Boot Record) em um disquete.
  • dd if = / dev / fd0 of = / dev / hda bs = 512 contagem = 1: Restaura a cópia do MBR (Master Boot Record) salva em um disquete.

CD-ROM

  • cdrecord -v gracetime = 2 dev = / dev / cdrom -eject em branco = fast -force: Limpa ou apaga um CD regravável.
  • mkisofs / dev / cdrom> cd.iso: Crie uma imagem iso de cdrom no disco.
  • mkisofs / dev / cdrom | gzip> cd_iso.gz: Crie uma imagem iso compactada de cdrom no disco.
  • mkisofs -J -permitir pontos-guia -R -V “Label CD” -iso-nível 4 -o ./cd.iso data_cd: Crie uma imagem ISO de um diretório.
  • cdrecord -v dev = / dev / cdrom cd.iso: Grave uma imagem ISO.
  • gzip -dc cd_iso.gz | cdrecord dev = / dev / cdrom -: Grave uma imagem ISO compactada.
  • mount -o loop cd.iso / mnt / iso: Monte uma imagem ISO.
  • cd-paranóia -B: Transfira músicas de um CD para arquivos wav.
  • paranóia de cd - "-3": Transfira as 3 primeiras músicas de um CD para arquivos wav.
  • cdrecord – scanbus: Scan bus para identificar o canal scsi.
  • dd if = / dev / hdc | md5sum: Execute um md5sum em um dispositivo, como um CD.

Trabalhe com a REDE (LAN e Wi-Fi)

  • ifconfig eth0: Mostra a configuração de uma placa de rede Ethernet.
  • ifup eth0: ativa uma interface 'eth0'.
  • ifdown eth0: Desative uma interface 'eth0'.
  • ifconfig eth0 192.168.1.1 máscara de rede 255.255.255.0: Defina um endereço IP.
  • ifconfig eth0 promisc: Defina 'eth0' para o modo comum para farejar pacotes.
  • dhclient eth0: Ativa a interface 'eth0' no modo dhcp.
  • rota -n: Mostrar tabela de percurso.
  • rota adicionar -net 0/0 gw IP_Gateway: Defina a entrada padrão.
  • rota adicionar -net 192.168.0.0 máscara de rede 255.255.0.0 gw 192.168.1.1: Configure a rota estática para procurar a rede '192.168.0.0/16'.
  • rota del 0/0 gw IP_gateway: Exclua a rota estática.
  • echo "1"> / proc / sys / net / ipv4 / ip_forward: ativa a travessia de ip.
  • hostname: Exibe o nome do host do sistema.
  • show de links ip: Mostra o status do link de todas as interfaces.
  • ferramenta mii eth0: Mostra o status do link de 'eth0'.
  • ethtool eth0: Mostra as estatísticas da placa de rede 'eth0'.
  • netstat-tup: Mostra todas as conexões de rede ativas e seus PIDs.
  • netstat-tupl: Mostra todos os serviços de escuta de rede no sistema e seus PIDs.
  • tcpdump porta 80 tcp: Mostra todo o tráfego HTTP.
  • varredura iwlist: Mostrar redes sem fio.
  • iwconfig eth1: mostra as configurações de uma placa de rede sem fio.

Redes Microsoft Windows (SAMBA)

  • nbtscan ip_addr: resolução de nome de rede bios.
  • nmblookup -A ip_addr: resolução de nome de rede bios.
  • smbclient -L ip_addr / hostname: Mostrar ações remotas de um host no Windows.

Tabelas IP (FIREWALL)

  • iptables -t filtro -L: mostra todas as strings na tabela de filtros.
  • iptables -t nat -L: Mostra todas as strings na tabela nat.
  • iptables -t filtro -F: limpa todas as regras da tabela de filtros.
  • iptables -t nat -F: Limpe todas as regras da tabela nat.
  • iptables -t filtro -X: Exclua qualquer string criada pelo usuário.
  • iptables -t filter -A INPUT -p tcp -dport telnet -j ACEITAR: Permite a entrada de conexões telnet.
  • iptables -t filtro -A OUTPUT -p tcp –dport http -j DROP: bloqueie as conexões HTTP para sair.
  • iptables -t filter -A FORWARD -p tcp –dport pop3 -j ACEITAR: permite conexões POP para uma cadeia direta.
  • iptables -t filter -A INPUT -j LOG –log-prefixo “DROP INPUT”: Registrando uma string de entrada.
  • iptables -t nat -A POSTROUTING -o eth0 -j MASQUERADE: Configure um PAT (Port Address Translation) na eth0, ocultando pacotes de saída forçada.
  • iptables -t nat -A PREROUTING -d 192.168.0.1 -p tcp -m tcp –dport 22 -j DNAT –para o destino 10.0.0.2:22: Redirecionar pacotes direcionados de um host para outro.

Monitoramento e depuração

  • topo: Mostra as tarefas do Linux usando a maioria da CPU.
  • ps-eafw: Mostra as tarefas do Linux.
  • ps -e -o pid, args -forest: Ensina as tarefas do Linux de acordo com sua importância.
  • ptree: Mostra uma árvore do sistema de processo.
  • kill -9 Process_ID: Força um processo a fechar e finalizá-lo.
  • kill -1 Process_ID: Força um processo para recarregar a configuração.
  • lsof -p $$: exibe uma lista de arquivos abertos por processos.
  • lsof / home / user1: Exibe uma lista de arquivos abertos em um determinado caminho do sistema.
  • strace -c ls> / dev / null: Mostra as chamadas do sistema feitas e recebidas por um processo.
  • strace -f -e abrir ls> / dev / null: Mostra as chamadas para a biblioteca.
  • watch -n1 'cat / proc / interrupts': Mostrar interrupções em tempo real.
  • última reinicialização: Mostrar histórico de reinicialização.
  • lmmod: Mostra o kernel carregado.
  • livre -m: Exibe o status da RAM em megabytes.
  • smartctl -A / dev / hda: Monitore a confiabilidade de um disco rígido através do SMART.
  • smartctl -i / dev / hda: verifique se o SMART está ativado em um disco rígido.
  • cauda / var / log / dmesg: Mostra eventos inerentes ao processo de carregamento do kernel.
  • tail / var / log / messages: Mostrar eventos do sistema.

Outros comandos úteis

  • apropos ... palavra-chave: Para exibir uma lista de comandos que pertencem às palavras-chave de um programa. Eles são muito usados ​​quando você sabe o nome do programa, mas não tem informações sobre os comandos.
  • homem ping: Mostra as páginas do manual online.
  • o que é ... palavra-chave: Mostra a descrição do que o programa faz.
  • mkbootdisk –device / dev / fd0 `uname -r`: Crie um disquete inicializável.
  • gpg -c arquivo1: Criptografe um arquivo com o guarda de segurança GNU.
  • gpg arquivo1.gpg: decodifique um arquivo com o GNU Security Guard.
  • wget -r www.exemplo.com: Baixe um site inteiro.
  • wget -c www.example.com/file.iso: Baixe um arquivo com a possibilidade de pausar o download e retomá-lo mais tarde.
  • echo 'wget -c www.example.com/files.iso' | às 09:00: Inicie um download a qualquer momento. Nesse caso, começaria às 9 horas.
  • ldd / usr / bin / ssh: mostra as bibliotecas compartilhadas exigidas pelo programa ssh.
  • alias hh = 'histórico': Defina um alias para um comando –hh= Histórico.
  • chsh: Altere o comando shell.
  • chsh --list-shells: É um comando adequado para saber se você tem que fazer remoto em outro terminal.
  • Uau: mostra quem está conectado e imprime a última hora de importação do sistema, processos inativos, processos de log do sistema, processos ativos produzidos por init, execução atual e últimas alterações no relógio do sistema.

Por Escrita